Home » Toxicodependência » Causas e Consequências da Toxicodependência

As causas e consequências da toxicodependência / dependência de drogas cobrem simultâneamente as razões por que começa a dependência, bem como o que acontece depois de serem toxicodependentes. A toxicodependência não é uma questão de fraqueza moral ou falta de força de vontade. É um ciclo vicioso que opera mudanças ao nível do cérebro, levando a fortes implusos que fomentam o consumo. Sem ajuda, as consequências e efeitos das drogas podem destruir não só famílias, como também causar mortes.

As causas para a toxicodependência são diferentes para cada dependente de drogas. Ocasionalmente, questiona-se o que faz uma pessoa abusar das drogas ao ponto de perder a sua casa, família e emprego, enquanto outra não o faz. Não existe resposta simples para esta questão. A causa da toxicodependência tem diferentes factores. Uma força poderosa para a dependência é a incapacidade de se ”livrarem” (sem ajuda) da dor física e mental. Sem esta força de vontade, as pessoas muitas vezes viram-se para as drogas para conseguir lidar com stress, solidão ou depressão. Infelizmente, devido às mudanças que as drogas operam no cérebro, pode ser que uma única vez em que se toma drogas seja suficiente para a dependência.

Causas e Consequências da Toxicodependência

Outros factores de risco incluem:

  • Um histórico familiar de dependência pode contribuir para um risco maior de consumo de drogas
  • Histórico de doença mental. O consumo de drogas pode piorar a doença mental ou mesmo criar novos sintomas
  • Pressão. Se as pessoas ao seu lado estiverem a consumir drogas, pode ser mais difícil resistir à pressão de experimentar as mesmas, especialmente no caso dos adolescentes
  • Dor física sem tratamento. Sem a supervisão médica, medicamentos para dores e drogas ilegais como a heroina podem rapidamente criar dependência

As consequências e efeitos das drogas criam regularmente problemas não só para os toxicodependentes, mas também para as suas famílias, amigos e comunidade.

As pessoas que experimentam as drogas sofrem um naipe alargado de efeitos físicos. A excitação do efeito da cocaína é seguido de um efeito de “crash”, o qual é um periodo que se caracteriza por efeitos de ansiedade, fadiga, depressão e um forte desejo de usar mais cocaína para aliviar os efeitos. A marijuana e o álcool interferem com o controlo motor e são factores que contribuem para muitos acidentes automóveis. Os consumidores de marijuana e drogas alucinógenas podem experienciar “flashbacks”, eventos passados recorrentes.

Aqueles que são toxicodependentes têm um maior risco de sofrer de problemas de saúde, através da própria negligência no que concerne aos riscos de doenças como a hepatite ou a SIDA. Drogas pesadas têm um efeito directo na saúde, incluindo doenças nos pulmões, problemas no coração, efeitos no cérebro e mesmo até a morte por overdose. Regularmente, a produtividade no trabalho é afectada e eventualmente surgem os problemas para manter um emprego, podendo ainda significar dormir ao relento para muitos. A vontade de consumir é tanta que aumenta a actividade criminal para obter dinheiro ou mais drogas.

Um dos efeitos da dependencia da droga mais poderosos é a negação. Os toxicodependentes e pessoas que consomem podem relativizar o montante de drogas que tomam, quanto custam, e por quanto tempo os afasta da família e do trabalho. Uma das maiores frustações é que muitas vezes o toxicodependente acredita que não tem qualquer problema.

Infelizmente, os efeitos e consequências da toxicodependência não só afecta a pessoa que consome, mas também os amigos, família e sociedade como um todo. A preocupação (ou não) do consumidor com as drogas, mais os seus efeitos na disposição e ação, podem levar a problemas no casamento e no trabalho. Além disso, o consumo de drogas pode levar a outro tipo de problemas, quando membros da família inadvertidamente permitem o consumo por compaixão ou medo das consequências. Isto acontece através de diversas formas, como pelo fornecimento de dinheiro ou pela negação que existe um problema.

Os efeitos e consequências das drogas em mulheres grávidas podem também ter efeitos negativos para os bébes. Muitas drogas, como é o caso do crack e da heroina, atravessam a barreira da placenta, resultando em crianças dependentes, que sofrem os efeitos quando nascem. Mulheres que sofrem de SIDA podem também afectar os seus bébes. Estudos demonstram que o abuso e negligência nas crianças são mais comuns, quando existe um histórico de abuso de drogas na família. O consumidor pode negligenciar as necessidades básicas de uma criança, enquanto procura por mais drogas.

No comments yet... Be the first to leave a reply!